Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

As Conferências do Estoril não se esgotam em três dias, já que as suas ideias devem repercutir-se no tempo

Quase uma semana após o encerramento das Conferências do Estoril 2011, com algum tempo volvido para digerir a informação apreendida, e subscrevendo o balanço feito pelo Nuno, é importante sublinhar que esta iniciativa não se esgotou nos seus três dias de existência.

 

As conferências devem repercutir-se ao longo do tempo, através da análise e do debate das ideias que se foram ouvindo durante os três dias de sessões. Aliás, tem sido essa uma das maiores virtudes de Davos e de Porto Alegre, que se prolongam para lá da sua existência física, alimentando e marcando tendências de pensamento.

 

Mas, também as Conferências do Estoril, pela sua elevada qualidade internacional, têm potencial para uma dinâmica desse tipo.

 

Será, porventura, um exercício focado no meio académico, já que, de certa maneira, é preciso agora reflectir sobre a doutrina que se foi fazendo no Estoril.

 

Neste aspecto, o Instituto de Estudos Estratégicos Internacionais (IEEI), assim, como os restantes parceiros académicos, nos quais se incluem investigadores e alunos de várias universidades que tenham acompanhado os trabalhos, poderão ter um papel muito importante a desempenhar nos próximos tempos, ao descodificar aquilo que ouviram e antecipar tendências políticas, económicas, sociais e até mesmo culturais.

 

O trabalho não se esgota (nem deve) nos parceiros académicos das Conferências, porque também jornalistas, bloggers, políticos, empresários, gestores, todos aqueles que estejam interessados nestas matérias e nos grandes desafios das sociedades pós-modernas, podem reflectir e gerar conhecimento novo.

 

Quanto ao Cables from Estoril, permanecerá neste espaço, em repouso, para que os seus textos possam ser consultados, naquilo que pode ser visto como um modesto contributo para projectar no tempo algumas das ideias emanadas das Conferências do Estoril.

 

E quem sabe se, numa próxima oportunidade, poderão ser novamente enviados uns “cables” do Estoril para o resto do mundo.

 

publicado por Alexandre Guerra às 22:15
link do post | comentar

.Autores

.Nossos blogues

Era uma vez na América
Janela na Web
O Diplomata
Estado Sentido

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Agradecimento à organizaç...

. “Political Leadership and...

. “Global Governance”

. "Human Security"

. “Global Dialogue – Global...

. Lord Giddens: O futuro da...

. As Conferências do Estori...

. Um sucesso visto à distân...

. Conferências do Estoril c...

. ElBaradei relembra as dif...

.subscrever feeds